Vasko Popa - Aula de poesia

Sentamos no banco alvo 
Sob o busto de Lenau

Nos beijamos
E de passagem falamos
Sobre versos

Falamos sobre versos
E de passagem nos beijamos

O poeta vê algo através de nós
No banco alvo
No pedregulho do caminho

E silencia
Com seus belos lábios de bronze

No Parque da cidade de Vrchatz
Aprendo lentamente
O cerne da poesia

IN: POPA, Vasko. Osso a Osso. São Paulo: Editora Perspectiva, 1989.

"Poeta de linguagem descarnada, minimalista, pesquisador da forma, Vasko Popa, contudo, é mais do que esses rótulos que, de certo modo, apenas resumem parte de seu trabalho poético."

(trecho da apresentação escrita por Aleksandar Jovanovic)

Vasco Popa Vasko Popa [Васко Попа] (Grébenatz, 29/jun/1922 — Belgrado, 5/jan/1991) foi um dos mais representativos poetas da Iugoslávia, muito reconhecido na Europa, e admirado por poetas e teóricos como Sophia de Mello Breyner, Octavio Paz e Haroldo de Campos.